Blog do Otávio

Futebol, política, religião, cultura, história e outros assuntos interessantes

Futebol

Pelé, 76 anos

Pelé, por Lemyr Martins. Retirada de: http://veja.abril.com.br/esporte/pele-tirou-um-dos-rins-quando-jogava-no-cosmos/

Hoje, Pelé comemora 76 anos. Parabéns ao Rei! Para celebrar essa data, seguem abaixo todos os links de todos os posts desse blog que tratam, direta ou indiretamente, sobre o maior jogador de todos os tempos:

Pelé era um autêntico camisa 10: a posição do Rei em campo e as táticas da era de ouro do futebol brasileiro;

Pelé e Messi em finais;

O maior jogador da história do futebol segundo as grandes lendas do esporte;

Pelé e o racismo;

Pelé – 75 anos;

Seleção e os maiores jogadores de cada era do futebol;

Maiores jogadores e seleções de todos os tempos dos Estados brasileiros;

As melhores atuações dos 6 maiores jogadores da história do futebol;

Tinha um sul-americano genial no meio do caminho: Pelé x Eusébio e Messi x Cristiano Ronaldo;

Pelé e Messi: uma comparação entre gênios;

Pelé e Messi II – Desempenho em clubes;

Pelé e Messi III – Desempenho em Seleções;

Pelé e Messi IV – Conclusão.

Share Button

2 Comments

  1. Bruno

    Otávio, tudo bom?

    Vejo muita gente hoje desmerecendo o Pelé por ter jogado em um futebol amador. O que é um erro e um julgamento preconceituoso e ignorante. Não sabem eles que nos idos do Pelé já havia escolinhas, jogadores chegando nos clubes com 12 anos, como Pepe que chegou aos 13 anos, Pelé que chegou aos 15 anos, Vavá que chegou aos 15 anos no Vasco, para morar nos alojamentos do clube. Enfim.

    Gostaria que você ajudasse a desmistificar essa falácia e mostrar que nos idos do Pelé ele jogou numa era já profissional. O futebol fisicamente poderia ter sido inferior, dada a medicina e a engenharia da época, mas isso não é motivo para descredenciar o Pelé uma vez que ele estava submetido também a estes fatores.

    Enfim, gostaria que você trouxesse um trabalho nesse sentido, mostrando o profissionalismo nos times paulistas, as categorias de base, a idade dos jogadores que moravam no clube desde cedo etc.

    • Otávio Pinto

      Olá, Bruno. Obrigado pelo comentário.
      Evidente que Pelé jogou numa época profissional. Não tanto quanto hoje, mas profissional. Os grandes gênios do esporte transcendem a própria era e evoluem junto com o esporte (aliás, eles mesmo ajudam/ajudaram no desenvolvimento do esporte). Quem seria capaz de negar que o futebol mudou bastante de 1958 a 1970? Mesmo assim, Pelé continuou sendo o maior do mundo.
      Aliás, podemos usar alguns jogadores como “pontes” para demonstrar o meu argumento inicial de que o gênio se adapta ao seu tempo. Enquanto Pelé já reinava o mundo do futebol (final dos 50 e início dos anos 60), um astro do final dos 40, e anos 50, Di Stéfano, ainda era um dos maiores jogadores do planeta. Em 1974, quando Pelé tinha apenas 34 anos, Zico foi eleito o melhor jogador do campeonato brasileiro (Bola de Ouro da Placar). O galinho foi companheiro de Rivellino (coadjuvante de Pelé em 70) durante os anos 70, brilhou na era Maradona, e ainda era um craque quando Romário começou a encantar o mundo do futebol (esse “baixinho” ainda estava entre os melhores atacantes do mundo no início dos anos 2000). Alguém tem coragem de dizer que Pelé não seria gigante nos anos 80, período no qual Zico foi, no mínimo, um dos três maiores? Romário, astro já no final dos anos 80, e ainda craque na era Ronaldo-Zidane, não seria fantástico hoje? Não vejo bons argumentos para negar que Pelé, Di Stéfano, Zico, Romário, e outros, seriam gênios nos tempos atuais.

Leave a Reply

Loading Facebook Comments ...

Theme by Anders Norén